Contacto
Av. Nicomedes Alves dos Santos, 400 - Morada da Colina, Uberlândia - MG
info@clinicabremen.com
Tel: +55 (34) 98400-3713

Unidades foliculares

Neste artigo veremos o que são enxertos ou unidades foliculares (UFS), e para fazer isso começaremos fazendo algumas distinções.
Tanto para aqueles que foram submetidos à cirurgia de transplante capilar quanto para aqueles que estão apenas começando a procurar informações, será muito útil conhecer o vocabulário técnico para entender as particularidades do processo de restauração capilar.

O que é um folículo capilar?

Um folículo, ou folículo piloso, é uma estrutura localizada na derme que tem as propriedades necessárias para gerar o cabelo ou o fio de cabelo. Podemos então dizer que ela é responsável por fazer o cabelo.

Cada cabelo permanece em seu folículo entre 2 e 6 anos, passando por diferentes etapas que compõem o chamado “ciclo capilar”, cuja última instância é a queda definitiva desse cabelo e o nascimento de um novo.

As fases do ciclo capilar são 3, a saber

  • Fase de anágeno (ou crescimento): esta é a primeira e a mais longa das fases. Pode durar até 6 anos e é o período durante o qual o cabelo cresce a partir do folículo piloso.
  • Fase catágena (ou de repouso): Esta é a segunda fase do ciclo e pode durar cerca de 4 semanas. Neste momento, o crescimento do cabelo abranda e entra em estado de repouso.
  • Fase Telógena: Esta é a fase final do ciclo e consiste na queda do cabelo. Normalmente, cada fio de cabelo que cai é substituído por um novo que será gerado pelo folículo capilar.

O que é um enxerto ou unidades foliculares (UFS)?

Agora que já definimos e identificamos o que é um folículo piloso, vamos explicar o que são enxertos ou unidades foliculares (UFS).

“Graft” é uma terminologia inglesa que significa “graft” (enxerto). Na medicina capilar, enxerto e unidade folicular se referem à mesma coisa, é um grupo de unidades foliculares que são agrupadas.
Podem ser compostas de 1, 2, 3, 3, 4 ou 5 folículos, que à primeira vista cada um deles será um fio de cabelo.

O número exato de fios de cabelo em cada pessoa pode variar consideravelmente. Sabe-se atualmente que temos entre 90.000 e 150.000 cabelos, sendo que as pessoas de cabelos loiros geralmente têm mais cabelos.

Especificamente, em um processo de implante capilar (ou transplante de cabelo/implante de cabelo), os enxertos ou UFs são o elemento básico e fundamental. Seu correto manuseio, classificação e conservação são fundamentais para garantir excelentes resultados.

O que acontece com os enxertos em um transplante de cabelo?

Como já mencionamos anteriormente, para entender o processo de transplante capilar, é muito importante saber o que são enxertos ou unidades foliculares (FU’s), sua diferença com um folículo ou um cabelo e o papel que cada elemento desempenha em uma cirurgia.

A cirurgia de transplante capilar com técnica FUE consiste em extrair, um a um, os FU das áreas saudáveis do couro cabeludo (ou seja, aquelas que não foram afetadas pela alopecia), para serem implantadas nas áreas calvas que precisam ser restauradas.

Em primeira instância, o médico especialista, além de verificar as condições gerais de saúde do paciente, avaliará a condição do couro cabeludo. O profissional deve avaliar as áreas afetadas pela alopecia e as partes que serão doadoras dos enxertos. Desta forma, ele/ela determinará a viabilidade do transplante capilar.

Como pode ser suposto pelo exposto acima, a quantidade de unidades foliculares que será necessária em cada transplante capilar dependerá da disponibilidade da área doadora e das condições de alopecia de cada paciente.

Na técnica FUE, cada UF é extraído individualmente, ao contrário da técnica de tira ou FUT, onde uma tira completa de couro cabeludo é extraída e depois dividida em UFs.

O médico envolvido na técnica FUE seleciona delicadamente enxertos saudáveis, em sua maioria compostos de várias unidades foliculares.

Por outro lado, é muito importante cuidar da distribuição dos enxertos extraídos para preservar a área doadora em boas condições. É importante ter em mente que no futuro poderá ser necessário realizar um retoque no mesmo paciente, para o qual será necessário ter uma área doadora em boas condições.

Uma vez extraídas e classificadas as unidades foliculares (em unidades de 1, 2, 3, 4 e 5 cabelos), começa a implantação destas unidades nas áreas calvas do couro cabeludo.

 

 

Abrir chat